Categorias
Notícias

Outro caso na Cassi sob investigação de assédio moral e sexual

Paulo Williams, gerente executivo da Diretoria de Saúde da Cassi, está em processo de investigação pela Auditoria Interna e Jurídico da Caixa de Assistência por denúncias graves de assédio sexual e moral.

Os relatos apontam que o assédio moral acontece com os funcionários que estão sobre sua gestão e as denúncias de assédio sexual partem por funcionárias de toda a empresa. Mais de uma dezena de funcionárias afirmaram em depoimento ter sofrido assédio sexual.

Segundo as denúncias Paulo Williams impõe uma gestão autoritária, onde a demissão é o prêmio dado por ele a quem não reza na sua cartilha. O assunto, apesar do medo das retaliações internas, é tão grave que já saiu das fronteiras da Cassi e também por considerarem que já aconteceram denúncias anteriores mal resolvidas. Veja aqui.

Esperamos que essa auditoria não seja arquivada em troca de algum acordo interno, pois o(a)s empregado(a)s da Cassi merecem tratamento digno e respeito de fato.

7 respostas em “Outro caso na Cassi sob investigação de assédio moral e sexual”

A reportagem esqueceu de mencionar que jabuti não sobe em árvore, alguém o colocou lá. É triste informar que este senhor foi indicado pelo diretor eleito da Cassi LUIZ SATORU ISHIYAMA, que havia prometido uma Cassi mais profissional. Meritocracia com Bolsonaro e Satoru é sinônimo de capacidade de assédio aos subalternos.

Que tem que ver uma coisa com a outra???? ou seja, desde seu ponto de vista, tudo o que esta acontecendo de ruim é culpa do presidente?, pelo amor de Deus, tenta ser um pouco mais inteligente e não ser mais um que repete o que os outros falam. Infelizmente, 30 anos de governos de esquerda fizeram com que a galera não tenha a suficiente inteligencia para separar as coisas. Agora todo mundo que se acha crítico é inteligente!!!! Agradece a Paulo Freire por isso.

Vamos vestir a carapuça antes de culpar o governo atual. Primeiro.. O Satoru tomou POSSE EM 2018 eleito pelos associados.. Nao tem nada a ver com o governo Bolsonaro.
Eu nao votei nele e seria bom ver quais entidades o apoiaram à época…

Prezados,
O Sr. Paulo Willians não está agindo sozinho, pois um de seus gerentes subalternos Sr. Richard Denis, está sendo conivente com as atitudes dele, e vem seguindo o exemplo Sr. Paulo. Cometendo assédio moral com as funcionárias, exigindo algo que nem ele mesmo sabe explicar o que é. Acorda Diretoria CASSI, vamos colocar esses péssimos exemplos pra fora já.

Na verdade, o Paulo Williams é do MDB e trabalhou na gestão Herzem Gusmão Pereira tambem do MDB. Em suma: Centrão, a cara da esquerda fisiologica Brasileira.

Estou vendo comentarios como se essas pessoas nao tivessem sido na verdade eleitas pois o Satoru tomou ppsse.em 2018!!!
O que tem a ver com o governo bolsonaro. Tem a ver com quem votou nele e as entidades que o apoiaram ppis é muito dificil algum ser eleito sem o appio dos sindicatos e associacoes…
Eu nao votei e swria interessante ver a lista das entidades que o apoiaram.
As candidaturas avulsas nao tem meios de comunicacao em massa que o apoio dessas entidades possibilita… E comonse fosse um fundo eleitoral..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *