Categorias
Notícias

Mesmo com lucros maiores, BRB quer reduzir PLR dos funcionários

O resultado e o volume de negócios do BRB cresceu no último ano e as expectativas parecem ser de lucros ainda maiores para o ano que se inicia. Demonstrando o grande potencial do Banco de Brasília e de seus empregados.

Para o crescimento do banco e evolução nos negócios o papel da diretoria tem sido fundamental, apesar de haver críticas profundas por praticamente estar estagnada a base de clientes. Com isso, alguns avaliam que esse crescimento tem dia e hora marcados para terminar, caso não se expanda a base de clientes, pois se está fazendo negócios com uma base, em grande parte, já endividada.

Os trabalhadores têm se esforçado cada vez mais para alçar o BRB ao patamar de o mais importante banco da região para toda a sociedade.
A atual gestão tem dado visibilidade ao BRB, que tem sido notado simpaticamente pela população, e também tem conseguido motivar os servidores, que se sentem honrados em trabalhar nessa instituição financeira.

No entanto, apesar de os trabalhadores do BRB estarem dando respostas efetivas e a diretoria ter no horizonte a expectativa de aumentar o lucro do banco para centenas de milhões, o banco tem apresentado proposta de revisão do modelo de PLR que diminui drasticamente a participação dos funcionários no resultado.

As negociações coletivas dos bancários são feitas nacionalmente, mas também em mesas locais, que visam condições ainda mais favoráveis e justas para os trabalhadores.

Proposta foca no atingimento de metas

No caso do BRB, a proposta tem o objetivo de assegurar menos a PLR e deixá-la cada vez mais dependendo do alcance de metas e de políticas que não competem ao corpo funcional.

Dependendo da expectativa de lucro, a proposta que o banco tem construído retiraria milhões da PLR dos bancários do BRB, se comparada com o modelo atual.

No momento em que o banco estará com lucros mais volumosos e poderá pagar uma PLR mais alta, bem mais atraente, ele quer cortar logo em quem é responsável pelo resultado: os trabalhadores do BRB.

Por todo o árduo trabalho das agências, da direção geral e demais unidades, a atual gestão não pode agir de forma incoerente. Seria uma injustiça. Isso não tem nada a ver com a anunciada valorização dos trabalhadores.

Uma resposta em “Mesmo com lucros maiores, BRB quer reduzir PLR dos funcionários”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *