Categorias
Notícias

EnFrente é contra nova proposta para a Cassi e exige reabertura de debate

O Enfrente, que apoiou o “Não” na última votação da Cassi pela reforma estatutária, manifesta sua preocupação com a proposta aprovada pela diretoria executiva da Caixa de Assistência dos Funcionários do BB de aumento da coparticipação dos associados sobre consultas e exames. A proposta, que não foi votada na última reunião do Conselho Deliberativo por falta de quórum, está sendo pautada novamente para reunião nesta segunda-feira 24 de junho. Uma proposta que extrapola os valores regulamentares colocados para proteção ao salário do trabalhador do Banco do Brasil (limitação de 8%) e que não passou por debate em nenhum fórum de discussão dos usuários.

Entendemos que essa proposta prejudica financeiramente os associados e tem impacto na necessária utilização do plano, principalmente nos casos de doenças crônicas ou de longa duração, quando o trabalhador enfrenta o momento de maior fragilidade, porque possivelmente esteja afastado em licença-saúde (quando da ativa) e já sofre de imediato o impacto de restrições financeiras referentes a benefícios do banco (como suspensão de vale refeição, PLR, etc).

Apoiamos a pretensão dos conselheiros Ronaldo de Moraes Ferreira e Karen Simone D’Ávila e de vários conselhos de usuários pelo país afora de que essa proposta seja retirada de pauta e debatida com os usuários antes de votada pelo Conselho Deliberativo da Cassi.

Manifestamos também nosso repúdio à forma de tratamento dispensada aos conselheiros que, partindo em defesa dos usuários por se tratar de uma proposta de grande impacto em suas vidas, como deveria ser da responsabilidade de cada um dos membros do CD, inviabilizaram o quórum de votação. Entendemos que não cabe punição (pedido de ressarcimento de despesas e imposição de falta não abonada) pelo posicionamento dos conselheiros e que isso caracteriza perseguição política, o que repudiamos veementemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *