Categorias
Notícias

Cala a boca, Novaes

Rubem Novaes foi nomeado por Bolsonaro, por indicação de Paulo Guedes, para presidir o Banco do Brasil. Eles são conhecidos desde a University of Chicago, entidade famosa pela pregação e propagação do pensamento neoliberal.

De 1999 até 2016 ficou na geladeira porque foi denunciado por repassar informações ao mercado financeiro no caso do Banco Marka. Ele foi absolvido da acusação (é uma boa história essa para se investigar) e o caso encerrado em 2016.

Como antigo e bom seguidor de Olavo de Carvalho, não é novidade ele usar frases de efeito para menosprezar e atacar instituições e pessoas para atingir seus objetivos. Ele já compartilhou questionamentos sobre aquecimento global (e só falta assumir que ele acha que a “terra é plana”). Fez postagens insinuando que mulheres deveriam usar tablets como tábua de cortar alimentos.

Os maiores exemplos de seus desatinos ele excluiu das redes que foram atacar mulheres ocupantes de cargos públicos: “O uso da burca no Brasil deveria ser obrigatório. Isso não é uma equipe de governo. É um trem fantasma!!!”. E enaltecer em 2014 o golpe civil-militar dos anos 1960 e todos os anos de chumbo com a seguinte frase: ”1964: 50 anos do contra-golpe”.

Em outubro de 2017, em palestra a membros do conselho técnico da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), disse acreditar que os seres humanos são divididos em raças, e que algumas são superiores a outras. E que as crianças brasileiras vindas de famílias pobres é que são o verdadeiro problema do sistema de ensino do país. Leia aqui.

Mesmo como presidente do BB também já fez várias declarações sobre a sua intenção de privatizar o banco ou as partes lucrativas, mesmo contrariando o discurso do “recuo do recuo” do sinhozinho Bolsonaro.

Esse comportamento não parece ter um fim próximo, mas já passou dos limites neste 25 de março, quando escreveu em uma rede social que a “vida não tem valor”.

Dizer o que sobre isso: CALA A BOCA NOVAES…

Uma resposta em “Cala a boca, Novaes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *